rotina

Você sabia que ter horários fixos para acordar, dormir, trabalhar, se alimentar e fazer exercício evita situações de ansiedade e desorientação? Não só em meio à pandemia de COVID-19, mas para a vida: a sua produtividade diária, sua trajetória profissional e o bem-estar geral dependem diretamente da sua rotina.

A rotina é extremamente importante para nos deixar ativos, dispostos, saudáveis mental e fisicamente.

Segundo pesquisa da Duke University, até 40% das nossas ações diárias são movidas por hábitos: escovar os dentes, fazer o café, lavar as mãos, dirigir… esses são apenas exemplos de hábitos que fazem tão parte da nossa rotina que nem percebemos ou prestamos atenção quando estamos fazendo. E cultivar uma tarefa até que ela se torne um hábito é um esforço de repetição.

escovando dentes

A psicóloga Marica Belmiro explicou ao canal GNT que, com uma rotina, você fica menos sujeito a imprevistos. “Com uma rotina você fica menos sujeito aos imprevistos do dia a dia, o que diminui o estresse. Além disso, a repetição de comportamentos ou atividades leva ao aprendizado das mesmas, em um grau de expertise. Por exemplo, se você malha quase todos os dias de manhã, com o tempo, verá resultado: os músculos enrijecem, você ganha forma e perde peso. O lado positivo de fazer a mesma coisa sempre é que você se desenvolve nela”, explica a psicóloga e master coach Marcia Belmiro.

A qualidade do sono também é afetada por qualquer mudança de rotina. O médico Cícero Alves, especialista em Medicina do Sono, frisa que o ideal é tentar manter rotinas para diminuir a insônia

“O sono é uma função fisiológica que adora rotina. Temos que ter horário para dormir, rotina de atividade física, rotina de trabalho, alimentação. A partir do momento que estamos confinados há a tendência de sair da rotina, o que altera o ritmo biológico e a qualidade do sono”, explica o médico. 

dormindo

Cícero reforçou que horas bem dormidas também são importantes para melhorar a imunidade. “Pra ter a produção de todos os anticorpos, a gente precisa não só dormir, mas atingir a fase mais profunda do sono e assim produzir anticorpos para lutar contra o coronavírus e todos os outros vírus”.

A rotina é sua, você tem autoridade para flexibilizá-la.

Por isso, aqui vão algumas dicas:

Crie e mantenha uma rotina matinal

Uma rotina matinal estabelece o tom para o resto do dia e, se você acertar todos os dias, vai seguir a vida do jeito certo. Seguindo corretamente essa rotina você evita “queimar a largada” no stress e não corre o perigo de já se desgastar pela manhã.

  • Tome um copo de água ao acordar
  • Alongue-se por 7 minutos
  • Tome um bom café da manhã e lave a louça.
  • Escove os dentes e vista-se (mesmo para trabalhar de casa).
  • Leia por 10 minutos.
  • Reserve 5 minutos para um planejamento diário.

Essas são algumas coisinhas práticas e rápidas que você pode se propor a fazer pela manhã que já irão turbinar e energizar seu dia! Se for preciso acordar 20 minutinhos mais cedo para conseguir criar essa rotina. faça isso!

breakfast

Fonte: http://tutano.trampos.co/7510-rotina-matinal/

Tenha horários para tudo. E siga-os.

Hora para dormir, hora para acordar, hora para trabalhar, hora para se exercitar, hora para comer, hora para ver seriado, hora para acessas as redes sociais… Parece coisa de criança certo? Mas todos devemos ter horários definidos para nossas tarefas diárias.

Isso faz a gente criar compromisso e dar conta de tudo, evitando stress e ansiedade.

Mesmo em casa ou com a rotina modificada por conta da pandemia, tenha uma agenda e siga. Isso vai evitar que você procrastine tarefas, pule o treino do dia, esqueça de comer, durma pouco (ou muito) ou trabalhe em excesso. Respeite os horários, mesmo em casa.

horários

Seja Constante!

A escritora Gretchen Rubin, autora de “The Happiness Project” tem como um de seus lemas: “O que eu faço todos os dias importa mais do que aquilo que eu faço de vez em quando”. 

E é isso.

Segundo matéria da revista Super Interessante, ela listou algumas razões por que ter uma frequência em uma atividade é tão importante:

– A frequência faz com que começar o trabalho fique mais fácil. Vira um hábito, algo natural. Fora que a coisa está sempre fresca na sua cabeça e você não se sente distante do seu projeto, tendo que recapitular o que já fez e aonde quer chegar.

– A frequência torna mais fácil ter ideias e mais raro ter bloqueios. Quando estamos profundamente ligados a alguma coisa, tudo parece ter relação com ela e você fica mais propenso a ter ideias originais.

– A frequência diminui a sua insegurança. A lógica é simples: se você só vai escrever uma página ou post ou o que for por semana, você espera que o resultado seja ótimo, e começa a ficar inseguro em relação à qualidade do seu trabalho e à sua própria capacidade. Assim, torna-se mais crítico de si mesmo e acaba produzindo menos. “Como eu escrevo todos os dias, nenhum dia é particularmente importante. Eu tenho dias bons e ruins. Alguns dias eu não consigo fazer muita coisa, mas tudo bem porque eu sei que estou trabalhando de uma forma consistente. Minha consequente falta de ansiedade me deixa mais relaxada e me permite experimentar e arriscar. Se algo não funciona como eu gostaria, eu tenho tempo suficiente para tentar de outra forma”, diz Gretchen.

– A frequência melhora a qualidade do seu trabalho. Trabalhar um pouco todos os dias em um projeto, estando inspirado ou não, lhe dará tempo para aperfeiçoar o que já fez.

– A frequência aumenta a produtividade – não só porque você está fazendo algo todos os dias, mas porque torna todo o processo mais fácil e prazeroso. Nada é mais prazeroso do que se ver caminhando em direção a um grande objetivo: perceber que estamos fazendo progresso é inspirador e confortante; ficar parado no mesmo lugar, por outro lado, é desanimador. E a ansiedade da procrastinação às vezes é desesperadora. Nesses casos, a frequência parece ser o melhor remédio.

Ter uma rotina e segui-la pode transformar o seu dia, melhorar sua disposição e te tornar ainda mais produtivo.

Vamos colocar em prática?